sábado, 16 de fevereiro de 2013

CONSTELAÇÃO DE ÓRION NUVENS ATRAVESSAM A NEBULOSA


Viajando a centenas de quilômetros por segundo, “balas” (na verdade, densas nuvens de partículas, que aparecem em azul na imagem) atravessam a Nebulosa de Órion, localizada a cerca de 1,5 mil anos-luz da Terra. Cada uma tem, em média, dez vezes o tamanho da órbita de Plutão e foi “disparada” por estrelas em formação. Os rastros alaranjados (que têm cerca de 0,2 ano-luz) são resultados do choque entre as “balas” e as nuvens de hidrogênio da nebulosa.


A imagem (infravermelha) foi obtida com o telescópio Gemini South, localizado no Chile. Graças a um sistema óptico acoplado ao telescópio, os cientistas conseguiram capturar um retrato bastante nítido da região (cinco lasers serviram de guia para compensar as interferências da atmosfera terrestre).

Nasa

Nenhum comentário:

Postar um comentário