segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

CHACRAS PLANETÁRIOS, PIRÂMIDES, PORTAIS

Toda a estrutura da malha magnética envolvendo a Terra tem a mesma “engenharia” das pirâmides.

Os chacras são “rodas que giram”, discos girando pra quem vê de cima, como se cada chacra fosse uma flor com várias pétalas, uma dentro da outra, se abrindo em constante movimento, e no caso dos chacras terrestres trazendo de dentro pra fora a energia que vem do núcleo da Terra numa espécie de “funil” que se situa bem no centro do disco.

A borda mais estreita do funil vai até o centro da Terra, no núcleo terrestre, enquanto que a parte maior do funil (também no formato de um círculo) se alastra pela área de atuação desse chacra na superfície terrestre. Vale lembrar que temos 12 grandes chacras terrestres ou grandes discos, mas existem inúmeros chacras menores em todos os territórios do globo, que se corresponde com esses 12 chacras. Não foi a toa que Chico Xavier pediu para João de Deus construir o lar de Abadiânia exatamente em Goiás, pois exatamente lá, irradiando pra Brasília, se encontra um chacra secundário que se corresponde com dois grandes chacras próximos ao território brasileiro.

Além disso, os chacras visam facilitar a correspondência do plano material e astral da Terra com os planos superiores, visto que a muitos dos espíritos que vivem no sistema solar estão em planos acima do plano astral. Os chacras, portanto, criam também uma ponte entre o plano físico e astral da Terra e também com o plano mental de todo o sistema solar

Vamos primeiramente analisar a localização dos setes chacras iniciais, que representam os sete centros de força astral do planeta:

Califórnia
cobre toda a extensão da facha de san andréas, até Nevada

Peru
cobre Machu pichu e se estende até o lago Titicaca

Norte da Austrália
próximo ao antigo território da Lemúria

Tibet
Inglaterra

Egito e Israel
se amplia desde a grande pirâmide até o monte Carmelo

Chacra móvel
atualmente na Rússia

Para conhecer os demais chacras, precisamos relembrar o que já foi dito aqui sobre a malha magnética da Terra, no formato de uma grande rede que envolve a Terra. Nessa grande malha, se encontra o “sistema nervoso” da Terra e uma rede de “artérias” e “veias” que cobre todo o planeta.

Existem duas grandes “artérias” no corpo terrestre, que equivalem a Aorta do coração humano. São as duas linhas que serpenteiam, ondulam ao redor da Terra e se entrelaçam em alguns pontos, formando o símbolo do infinito nesse entrelaçamento. Essas duas serpentes (alguém aí lembrou do caduceu de Hermes Trimegisto?) ativam 4 vórtices ligados aos 4 elementos e aos 4 tipos sanguíneos da raça humana, são esses 4 vórtices os 4 chacras principais além dos 7 já citados que representam os centros de força material do planeta:

Água
Nova Zelândia (8)

Fogo
Hawai (9)

Terra
Cidade do Cabo (10)

Ar
Egito e Israel (11) (sim, a mesma localização de um dos 7 chacras..não foi a toa que Jesus nasceu em Israel e que a Esfinge foi construída exatamente no Egito)

Vamos ver agora onde cada uma dessas serpentes passa, se correspondendo com grandes chacras e chacras secundários

Serpente “feminina”
Norte da Austrália (cauda), Bali (Indonésia), Tibet, Rússia, Inglaterra, Atlântida (cabeça), Lago Titicaca.

Serpente “masculina”
Califórnia, México (cauda), Bali, Monte Fuji (Japão) (cabeça)

O 12ª chacra é exatamente o ponto onde essas duas serpentes se entrelaçam, o que ocorre exatamente em Bali, Indonésia, esse vórtice é responsável pela purificação do planeta e atua diretamente sobre os 11 demais em total sincronia com a malha magnética da Terra.

Reparem que o único território mundial por onde passam as duas "serpentes" ao mesmo tempo, além da Indonésia, é exatamente o Brasil (no lago Titicaca elas apenas se encontram, mas não se entrelaçam) .

Outro dado interessante é que o chacra móvel estava exatamente sobre a Atlântida nos séculos da última Era de Ouro até o afundamento da grande ilha de Poseidonis. Esse chacra permaneceu também, muitos séculos depois, em Jerusalém, desde a formação da comunidade dos essênios no Monte Carmelo até o fim da missão messiânica de Jesus em Jerusalém, criando uma energia impressionante naquela época junto com o quinto chacra e o chacra responsável pelo elemento ar, o 11.

Acabamos de ver que existem dois fluxos energéticos, ondulatórios, que fluem no sentido leste-oeste, oriente-ocidente, oeste-leste, ocidente-oriente. No entanto não existem apenas esses dois fluxos energéticos, existem mais dois, que saem exatamente do centro do planeta e retornam até o centro do planeta, através dos pólos, e facilmente visíveis na figura abaixo da magnetosfera terrestre.
O Pólo norte magnético está aproximadamente 1.600 km do pólo norte geográfico, enquanto o pólo sul magnético está aproximadamente 2600 km do pólo sul geográfico, exatamente entre o pólo norte geográfico e magnético flui uma “serpente” energética, assim como entre o pólo sul geográfico e magnético, ambas fluem entre norte e sul e sul e norte. Esses 4 fluxos energéticos (os dois horizontais e os dois verticais) formam uma esfera, por onde fluem cursos circulares em diversas direções, exatamente como os movimentos dos elétrons em uma eletrosfera.

Vimos também que os chacras são como funis, exatamente a posição oposta a das pirâmides. Esse funil apresenta seu círculo apontando pra fora, com o funil apontando em direção interna do corpo astral. Já as pirâmides apontam o “funil” (topo da pirâmide) pra cima, justamente por estarem ligadas aos chacras sobre os quais foram construídos, em sua maioria chacras menores que existem em milhares de pontos da superfície terrestre. Por isso que toda pirâmide física, construída sobre um chacra menor planetário, tem sua contrapartida apontando pra baixo, pois a pirâmide é justamente a parte oposta do chacra planetário, é o "funil" apontando pra cima na direção oposta do chacra, que possui o "funil" apontando pra baixo.

Considerando isso, é fácil compreender que a pirâmide física, aquela que vemos na superfície terrestre, está envolta de um circulo, pois os chacras são um círculo, uma “roda” que afunila em direção ao centro do planeta.

Podemos facilmente imaginar isso ao ver a figura abaixo, que nada mais é do que um simples campo de força mental usado na apometria.
Reparem na base da pirâmide: ela está dentro de um círculo (ele nada mais é do que a “roda” do chacra terrestre, da onde vem a kundalini, energia telúrica).

Além desse círculo que envolve a base da pirâmide, pode-se observar uma pirâmide apontando pra baixo, que representa exatamente o chacra (afunilando) e uma esfera envolvendo toda a estrutura que representa todo o fluxo energético vertical e horizontal nas diversas direções e sentidos formando um campo de força, campo esse equivalente a uma proporção menor da malha magnética terrestre.

Essa mesma estrutura compõe a malha magnética terrestre e todas as pirâmides já construídas.

profeciasoapiceem2036.blogspot.com

A GRANDE GRADE MUNDIAL LOCAIS SAGRADOS

Existe uma razão para que esses, assim chamados, portais espaciais interdimensionais supostamente apareçam em certos pontos em nosso planeta? Poderia haver, como alguns sugerem, um padrão para os locais? E quais evidências existem que mostram que nossos antepassados sabiam o código? Segundo os teóricos dos antigos astronautas, os locais misteriosos de energia ao redor do mundo não são aleatoriamente localizados. Eles estão conectados com o que é chamado de GRADE MUNDIAL, um padrão geométrico de energia que atravessa o globo.

David Childress: "O nosso planeta é coberto com essa rede muito sutil de energias invisíveis que estão ao nosso redor. Mas em certos lugares no planeta, essas energias se juntam, e criam na área um poderoso vórtice poderoso. Essa energia é mais forte e mais útil, num certo sentido, do que em outra parte da Terra."

Mihcael Bara: "A teoria da grade global é um conceito de que todos esses locais sagrados, em todo o mundo, são realmente conectados em algum tipo de grade matemática geométrica, que veio num momento em que realmente se entendia a harmonia entre a natureza, a geometria, a ciência e matemática."

David Childress: "É bem conhecido que aborígines asutralianos seguem essas trilhas de sonho, eles vão em sua caminhada através do deserto. Eles podem ver essas linhas no chão, eles dizem. Os chineses também acreditam que eles podem ver e controlar essas "linhas do dragão". E de fato, a popular prática chinesa de feng shui, usa essas linhas de energia que estão indo e vindo por toda a terra."

A única relação entre formas geométricas e locais determinados na Terra, estende-se para trás na história, para a escola pitagórica do pensamento na Grécia antiga.

David Childress: "Um dos famosos filósofos pitagóricos da Grécia Antiga, Platão, fala sobre a Terra como um dodecaedro geométrico. Isso é como uma bola costurada em várias formas geométricas. E a escola pitagórica basicamente diz que a geometria, e as diversas formas de geometria, é o que faz toda a matéria, incluindo a Terra"

Outro estranho mistério ronda a aparente concentração de OVNIs ao longo da grae do mundo. Após sua morte em 1992, o pesquisador francês de UFO Aimee MIchael mapeou todos os alegados relatos extraterrestres, desde o incidente em Roswell em 1947.

Philip Coppens: "Quando ele os mapeou, ele descobriu que eles eram específicos, nomeadamente nas linhas. E ele começou a mapear essas linhas, e ele achou que essas linhas não foram apenas acaso, mas foram efetivamente ligados a graus de latitudes, e que há realmente algo científico por trás de onde os OVNIS foram avistados."

Os teóricos do Antigo Astronauta acreditam que a concentração dos níveis de energia e locais de avistamento de UFOS não é uma coincidência. Eles afirmam que seres de outro mundo visitaram nossos antepassados e contaram a eles sobre a força especial desses locais. Então eles dizem que esse povo antigo lhes mostrou como construir essas estruturas incríveis, ampliando os poderes naturais. É uma teoria conhecida como geomancia.

David Childress: "Então, de fato, por contrução de pirâmides, e de pedras verticais, obeliscos e coisas assim, podemos trabalhar com este campo de energia natural em toda a Terra e, de maneira similar à acupuntura em um corpo humano, podemos fazer isso com a Terra também. E, colocando algumas estruturas, ou uma agulha em um determinado lugar na Terra, podemos acentuar essas energias"

Erich Von Daniken: "Na Europa, linhas, as vezes com cem mil quilometros de comprimento, existem desde a antiguidade. Na Europa, eles são chamados de linhas Ley. Todos os locais mais antigos são ligados entre si."

Giorgio A Tsoukalos: "Essas linhas ley estendem-se caminho pela Inglaterra, pela França, descendo através da Itália, em apenas uma linha reta, e o aspecto fascinante é que muitas dessas cidades que estão nessa linha, a raiz do nome da cidade e representada em 20, 30 nomes de cidade."

Erich Von Daniken: "Cada ponto nessa linha, è um ponto arqueológico. E cada ponto tem o mesmo núcleo da palavra. A palavra é sempre "estrela". É absolutamente fascinante, e não é coincidência. Nossos povos da antiguidade, não por coincidencia, colocaram os seus lugares sagrados em linha. Alguém os ordenou, e alguém lhes disse: usem a palavra estrela, em sua vila. Para a eternidade não mudar."

Assim, a pergunta é: são esses caras extraterrestres? Ou é possível que nós, na verdade, somos extraterrestres, que não viemos daqui? E é simplesmente uma velha versão da humanidade cuidar da nova versão, para quem vão deixar o planeta?

A idéia era que as gerações no futuro longinquo, devem pensar sobre esses artefatos, e ao longo dessas indicações. E eles devem começar a se perguntar: Essa é a situação que temos atualmente?

O principal que esses lugares misteriosos podem falar sobre o nosso passado é que é muito mais complexa do que nos ensinam na escola.

Até os cientistas futuros resolverem as estranhas questóes que envolvem certos pontos da Terra, vamos ficar com mais perguntas e menos respostas. Esses locais poderiam ser realmente portais ou entradas para buracos de minhoca? Será que seres extraterrestres vem para a Terra, usando campos espaciais eletromagnéticos nesses lugares misterioros? E foram estes segredos conhecidos por civilizações antigas agora perdidos para a história?

Fonte: Documentário "Ancient Aliens - Misterious Places" Compilação texto e imagens, Renato, gestor de conteúdo do Arquivo.

QUINTA DIMENSÃO EVOLUINDO SEMPRE

O livro "Mundos paralelos" de Michio Kaku, descreve que existem diferenças entre um mundo e um planeta.

Um mundo é a soma total de todas as situações espirituais em um planeta, que determina como será a vida, a energia predominante que exercerá movimento, ação e tipo de matéria.

Um planeta é a base física para esses diversos mundos. O plano material, onde as diversas vidas são vividas em seus respectivos planos. Um planeta pode ter vários mundos em anexo trabalhando no mesmo espaço físico.

Os “Mundos” anexados a um planeta específico são chamados de mundos paralelos.

O que são seres multidimensionais? Somos nós!  Apesar de muitos usarem essa expressão, não entendem o que realmente significa. Existe um número infinito de realidades paralelas, todas existindo simultaneamente e seres multidimensionais são seres que vivem em diversas dimensões paralelas simultaneamente. Nossas escolhas e aprendizados interferem nos nossos outros "eus" espalhados nas outras dimensões, assim como nossos outros "eus" interferem no eu da 3ª dimensão, essa da qual escrevo. Todos esses "eus" juntos formam nossa essência, o que somos, o que aprendemos e onde estamos e onde vamos estar.

Um "tipo de frequência" para cada mundo e estamos nesse mundo da 3ª dimensão (Mundo/Terra), para experienciar situações que estejam de acordo com essa frequência, não podemos mudar o mundo em que estamos inserido, mas você pode mudar a sua frequência para estar de acordo com o mundo que você prefere experienciar, num mundo (Terra) paralelo, que já existe num outro nível de frequência e todos na mesma frequência estarão nesse mundo.

Fala-se muito da ascensão da Terra para um mundo de 5ª dimensão, mas entenda, o mundo 3D não deixará de existir num passo de mágica, pois zilhões de seres vibram nessa frequência e precisam ou vão escolher (inconscientemente e conscientemente) continuar a reencarnar nesse mundo de ilusões, polaridades, dualidades.

Primeiro absorvemos as informações e com o auxílio da intuição, o entendimento acontece mais tarde naturalmente.

Na 5ª dimensão não existe essa matéria densa que estamos acostumados, tudo é construído através do pensamento e das informações contidas no fluido universal de acordo com a consciência de quem cria. Não precisa de naves ou qualquer outro meio de transporte, não é necessário tecnologia de qualquer tipo, não é necessário se alimentar, dormir ou mesmo falar.

O tempo é ilusório, um meio de controle necessário quando se está na 3ª dimensão, mas na 5ª dimensão tudo simplesmente acontece de acordo com o que se pensa.

Tempo, é como medimos a velocidade e percurso entre um ponto A e B, ou por exemplo, o tempo de percurso da Terra em volta do Sol.

O conceito de tempo só existe porque há necessidade de medir, é como nos orientamos, criamos o tempo e/ou ele nasceu com a Matrix que sustentamos, por isso é um conceito. A física quântica diz que não devemos olhar para o tempo, pois olhamos para ele e ele já não está mais lá.

Medimos a distância ou percurso do ponto A ao B, através da velocidade, não existe nave ou tecnologia mais veloz que o nosso pensamento. Na 5 dimensão não se faz o percurso e nem mede-se a distância, pois cria-se através do pensamento. Você deseja estar, estará. Cria-se o que pensa, tudo é realizado no presente, no agora.

A matrix é um estado de consciência, ou melhor de nossa inconsciência. Conforme expandimos nossa consciência, modificamos esse estado. Não é só uma questão de ciclos, as mudanças estão acontecendo e acontecerão em larga escala, porque a grande maioria deseja mudanças. Criamos individualmente e coletivamente, atraímos o que pensamos, desejamos.

A cada aceleração daquilo que percebemos como o tempo, nossa consciência se amplia, porque o fluxo de informações está acelerado, por isso percebemos essa aceleração.

As informações sempre estiveram aqui, mas só agora estamos percebendo e organizando-as. E sempre que organizamos algo, muita coisa é descartado ou substituído. Você não precisa morrer acreditando no caminho da salvação através de outros, porque seremos salvos do que? De nós mesmos e nossas criações e estados de consciência? Estou focando nesse ponto, pois essa crença é a mais difícil de ser alterada, pois fomos muito bem doutrinados nesse aspecto e é preciso ser humildade para mudar de opinião, ponto de vista, etc.

Assim como aqui na 3D as informações estão disponíveis, basta que desejemos acessa-las e haja empenho na busca, igualmente existem informações nas outras dimensões, a diferença é que há mais liberdade (sem influência ou controle) para acessar esse vasto campo informacional. Não há guias, professores, alunos, mãe, pai, filho, esposa ou marido, apenas consciências em sintonia e em crescimento, todos se ajudam pensando, criando, buscando no campo informacional universal ilimitado as informações e respostas que precisam sem manipulação de nenhum tipo.

A Terra 3D irá continuar após inúmeros cataclismas, os sobreviventes e os resgatados povoarão esse mundo novamente cumprindo a transição para a Era de Aquário, vivendo entre os "Deuses" e suas tecnologias, novamente esses serão seus guias, guias velhos com roupas novas, mais um ciclo começará e aqueles que se sintonizarem com a vibração dessa Era, estarão realmente vivendo uma Era de Ouro.

Ciclo – Cíclico – Repetição – Começo – Meio – Fim – Recomeço.
Não existe verdade...existe ou não sintonia entre o que eu percebo e você percebe. Ninguém precisa convencer ninguém ou travar brigas de egos, pois cada um sintoniza seu radinho na estação de músicas que mais lhe agrada. Provas sobre manipulação e conspiração? Provas sobre ovnis e alienígenas? Pra quê?

Quem sintoniza seu radinho nessa estação, não precisa de provas, porque já consegue ver, se processou a informação é outra estória. Os avistamentos de ovnis se intensificarão ainda mais, faz parte do processo de expansão de consciência, faz parte da agenda dos seres que comandam o show na 3D, faz parte da transição. Reais, fakes, militares ou não, eles já estão aqui e outros estão chegando trazendo um novo "perfil de espiritualidade".

Para viver a espiritualidade, basta se conectar com o Cosmo, que nada mais é que um imenso campo informacional, onde todas as respostas estão disponíveis, informações que passam pelo filtro do seu coração, filtro cheio de bloqueios, preconceitos, crenças, medos, apegos, egos inflamados.

“Um filtro limpo filtra melhor”.
Espiritualidade não é Deus, religião, doutrina, dogmas, comunicação psicografada ou canalizada, tudo isso são apenas mais filtros.

Espiritualidade é uma filosofia de vida, é viver para ser, se encontrar, se conhecer , se amar, reconhecer em si a divindade, a luz, a criação.

“Ó homem, conhece-te a ti mesmo
e conhecerás os deuses e o universo”
Inscrição no oráculo de Delfos,
atribuída aos Sete Sábios
(650 a.C.- 550 a.C.)

A resposta está sempre na simplicidade, simplifique: busque por você. Você está mais para o mundo do pensamento ou o mundo da tecnologia?

Raul Kan

MOLÉCULA DE DNA FOTOGRAFADA

A estrutura do DNA foi descoberta usando cristalografia de raios X. Esta imagem foi gerada usando feixes de elétrons de um microscópio eletrônico. [Imagem: Gentile et al./Nano Letters]

Diga "elétron". Ela não tem a beleza das ilustrações coloridas da chamada "molécula da vida". Mas esta é a primeira imagem de uma molécula de DNA capturada diretamente por um microscópio eletrônico.

Além do valor histórico da imagem, a técnica que permitiu sua obtenção ajudará os cientistas a estudar como as proteínas, o RNA e outras biomoléculas interagem com o DNA.

A estrutura do DNA foi descoberta usando cristalografia de raios X, que envolve a reflexão dos raios X nos átomos de fitas de DNA cristalizadas.

Contudo, a imagem gerada é um complicado padrão de pontos em um filme fotográfico, cuja interpretação exige cálculos matemáticos complexos, permitindo então deduzir a estrutura cristalina da molécula.

As novas imagens são muito mais naturais, já que são uma "fotografia" direta de uma molécula de DNA - a geração da imagem usou elétrons em vez de raios X.

Molécula de DNA posando para foto. Francesco Gentile e seus colegas da Universidade de Gênova, na Itália, depositaram a molécula de DNA sobre dois pilares de silício.
"Corda" de DNA estendida entre dois nanopilares, sobre um furo que permite a passagem do feixe de elétrons para geração da imagem. [Imagem: Gentile et al./Nano Letters]

Para isso, eles desenvolveram um padrão de nanopilares que cria uma superfície fortemente hidrofóbica - que repele água.

Assim, a solução contendo as moléculas de DNA evapora-se rapidamente, deixando apenas as moléculas estendidas entre dois ou mais nanopilares, prontas para serem levadas ao microscópio eletrônico.


As imagens revelam a estrutura em formato de parafuso, permitindo ver com clareza a chamada "dupla hélice" da molécula de DNA.

União faz a resistência. Contudo, a "estrela" da foto não é uma molécula individual de DNA.

Trata-se de uma espécie de corda trançada, formada por seis moléculas enroladas ao redor de uma sétima, que funciona como núcleo.

Isso porque o feixe de elétrons disparado pelo microscópio é forte demais, e queimaria uma molécula de DNA individual.

Os cientistas afirmam que técnicas mais modernas, que permitam a captura de uma emissão menor de elétrons, permitirá no futuro o imageamento de uma molécula individual de DNA.

New Scientist