sexta-feira, 14 de outubro de 2011

RESSONÂNCIA SCHUMANN, REVERSÃO GEOMAGNÉTICA, ESTADOS DO CÉREBRO HUMANO


A Ressonância Schumann é um conjunto de picos no espectro na ELF (banda de freqüências extremamente baixas) do espectro do campo eletromagnético da Terra.

O fenômeno das ondas estacionárias terrestres tem seu nome em homenagem ao físico alemão Winfried Otto Schumann, que predisse matematicamente em 1952.

Schumann constatou em 1952 que a Terra é cercada por uma campo eletromagnético poderoso que se forma entre o solo e a parte inferior da ionosfera, cerca de 100km acima de nós. Esse campo possui uma ressonância (dai chamar-se ressonância Schumann), mais ou menos constante, da ordem de 7,83 pulsações por segundo. Funciona como uma espécie de marca-passo, responsável pelo equilíbrio da biosfera, condição comum de todas as formas de vida. Verificou-se também que todos os vertebrados e o nosso cérebro são dotados da mesma frequência de 7,83Hz (hertz).

Desde que a velocidade da luz é de mais ou menos 300.000 km/s e um ciclo da circunferência da Terra, é de mais ou menos 40.000 km, a freqüência fundamental devia estar na ordem de 300.000 km/--------------- = 7,5 ciclos/s 40.0000 km. Um ciclo/s equivale a 1 Hz, de forma que 7,5 ciclo/s é 7,5 Hz.

A real Ressonância Schumann é experimentalmente observada dentro do espectro de freqüências que variam entre 6 e 50 ciclos por segundos; especificamente 7,8, 14, 20, 26, 33 e 45 Hz, com uma variação diária de aproximadamente +/- 0,5 Hz.A ressonância fundamental observada de 7,8 Hz é bastante próxima da estimativa teórica de 7,5 Hz.
 Desde que as propriedades de eletromagnéticas da cavidade da Terra permaneçam as mesmas, estas freqüências também permanecem a mesmas.

O ciclo das manchas solares tem o poder para mudar estas freqüências, porque a ionosfera Terrestre se modifica em ciclos de 11 anos em resposta à atividade solar.

A freqüência fundamental pode ser modificada devido a vários eventos:
A intensidade e configuração de campo magnético da Terra,
vem se enfraquecendo nos últimos 2000 anos;
A composição e propriedades da atmosfera;
A localização e propriedades da ionosfera;
A ionosfera é ligada a magnetosfera por ondas Alfven ;
O ciclo de manchas solares;
Tempestades eletromagnéticas do Sol;
Propriedades eletromagnéticas da Terra, como "Luzes de terremotos";
Projeto HAARP ;
Tempestades com trovões;

Desde 1980 a ressonância da terra (ou ressonância Schumann*) passou a AUMENTAR inexplicavelmente, saltando de 7.8Hz para mais de 12hz nestes últimos 29 anos.

Essa teoria sugere que a velocidade de ROTAÇÃO da terra AUMENTA à medida que a ERA que vivemos vai chegando ao seu fim. Isso faz com que os dias tenham a sua duração REDUZIDA progressivamente. Cálculos baseados nesses índices revelam que, atualmente, um dia terrestre dura, em média, DEZESSEIS HORAS.

Sintomas físicos de que essas mudanças já ESTÃO em curso seriam os seguintes:
* Dores de cabeça agudas
* Cansaço
* Sensações elétricas nos órgãos e na coluna vertebral
* Câimbras nas redes musculares
* Sintomas semelhantes aos da gripe
* Sonhos intensos

Pregam, ainda, os defensores dessa idéia, que, no momento em que a terra atingir a freqüência de 13Hz (21/12/2012, 11h11min), seus pólos magnéticos serão ANULADOS e a rotação CESSARÁ, por um ou dois dias. Ao fim desse breve período, o planeta passará a rodar no sentido CONTRÁRIO, o que provocará uma INVERSÃO nos pólos.

my.opera.com

GREGG BRADEN RESSONÂNCIA SCHUMANN

A freqüência de base da Terra, ou “pulsação” (a Ressonância Schumann), está aumentando drasticamente. Embora varie entre regiões geográficas, durante décadas a média foi de 7 a 8 ciclos por segundo.

Essa medida já foi considerada uma constante. Comunicações globais militares foram desenvolvidas a partir do valor dessa freqüência. Recentes relatórios estabeleceram a taxa num índice superior a 11 ciclos.

A ciência não sabe por que isso acontece - nem o que fazer com tal situação. Greg Braden encontrou dados coletados por pesquisadores noruegueses e russos sobre o assunto - que, por sinal, não é amplamente tratado nos Estados Unidos.

A única referência à Ressonância Shumann (RS) encontrada na Biblioteca de Seattle está relacionada à meteorologia: a ciência reconhece a RS como um sensível indicador de variações de temperatura e condições amplas de clima. Braden acredita que a RS flutuante pode ser fator importante no desencadeamento das severas tempestades e enchentes dos últimos anos.

Enquanto a taxa de “pulsação” está crescendo, seu campo de força magnético está declinando. De acordo com professor Banerjee, da Universidade do Novo México (EUA), o campo reduziu sua intensidade à metade, nos últimos 4 mil anos.

Como um dos fenômenos que costuma preceder a inversão do magnetismo polar é a redução desse campo de força, ele acredita que outra inversão deve estar acontecendo. Braden afirma, em função disso, que os registros geológicos da Terra que indicam inversões magnéticas também assinalam mudanças cíclicas ocorridas anteriormente.E, considerando a enorme escala de tempo representada por todo o processo, devem ter ocorrido muito poucas dessas mudanças ao longo da história do planeta.

Greg Braden costuma afirmar que essas informações não devem ser usadas com o objetivo de amedrontar as pessoas. Ele acredita que devemos estar preparados para as mudanças planetárias, que irão introduzir uma Nova Era de Luz para o planeta: a nova humanidade viverá além do dinheiro e do tempo.

Braden lembra que o Ponto Zero ou a Mudança das Eras vem sendo predito por povos ancestrais há milhares de anos. Têm acontecido ao longo da história do planeta muitas transformações geológicas importantes, incluindo aquelas que ocorrem a cada 13 mil anos, precisamente na metade dos 26 mil anos de Precessão dos Equinócios.

O Ponto Zero ou uma alteração dos pólos magnéticos provavelmente acontecerá logo, acredita Braden. Poderia possivelmente sincronizar-se com o biorritmo de 4 ciclos da Terra, que ocorre a cada 20 anos, sempre no dia 12 de agosto. A última ocorrência foi em 2003. Afirma-se que depois do Ponto Zero o sol nascerá no oeste e se porá no leste. Ocorrências passadas, desse mesmo tipo de mudança, foram encontradas em registros ancestrais.

Greg Braden assinala que as mudanças na Terra estarão afetando cada vez mais nossos padrões de sono, relacionamentos, a habilidades de regular o sistema imunológico e a percepção do tempo.

Tudo isso pode envolver sintomas como enxaquecas, cansaço, sensações elétricas na coluna, dores no sistema muscular, sinais de gripe e sono intenso. Ele associa uma série de conceitos de ordem esotérica aos processos geológicos e cosmológicos relacionados ao Ponto Zero.

Para Braden, cada ser humano está vivendo um intenso processo de “iniciação”. O tempo parecerá acelerar-se à medida que nos aproximarmos do Ponto Zero, em função do aumento da freqüência vibratória do planeta: 16 horas agora equivaleriam a um dia inteiro, ou seja, 24 horas.

Durante o fenômeno da mudança, aponta ele, a maior parte de tecnologia que conhecemos deverá parar de operar. Possíveis exceções poderiam ser em aparelhos com tecnologia baseada no Ponto Zero ou Energia Livre.

A inversão causada pelo Ponto Zero  nos introduzirá a Quarta Dimensão, diz o geólogo, então tudo o que pensarmos ou desejarmos vai se manifestar rapidamente. Isso inclui pensamentos e sentimentos diversos inconscientes.

Daí que a “intenção” passará a representar um papel de suma importância na vida humana.

http://www.projetovega-ufo.com.br/

GREGG BRADEN O EFEITO ISAIAS

Gregg Braden Desenhista de sistemas de computação aeroespaciais e geólogo chefe da Phillips Petroleum. Ele é um cientista conhecido hoje por unir o mundo da ciência e o mundo espiritual. ]

A descoberta do Grande Código Isaías nas cavernas do Mar Morto, em 1946, revelou as chaves sobre o nosso papel na criação.

Entre estas chaves encontram-se as instruções de um modelo “perdido” de oração, que a ciência quântica moderna sugere que tenha o poder de curar nossos corpos, trazer paz duradoura a nosso mundo e, talvez, prevenir as grandes tragédias que poderia enfrentar a humanidade.

Com as palavras de seu tempo, os Essênios nos lembram que toda a oração já foi atendida.  Qualquer resultado que possamos imaginar e cada possibilidade que sejamos capazes de conceber, é um aspecto da criação que já foi criado e existe no presente como um estado “adormecido” de possibilidade .

A partir desta perspectiva, nossa oração baseada nos sentimentos deixa de ser “algo por obter” e se converte em “acessar” o resultado desejado, que já está criado.

A que estão conectadas as partículas de luz? Gregg Braden diz que estamos sendo levados a aceitar a possibilidade de que existe um NOVO campo de energia e que o DNA está se comunicando com os fótons por meio deste campo.

Neste experimento foi recolhida uma amostra de leucócitos (glóbulos brancos) de vários doadores. Estas amostras foram colocadas em uma sala com um equipamento de medição das alterações elétricas. Neste experimento o doador era colocado em outra sala e submetido a "estímulos emocionais“ provocados por vídeos que lhe causavam emoções. O DNA era colocado em um lugar diferente do doador, mas no mesmo prédio .

O doador e seu DNA eram monitorados e quando o doador mostrava alterações emocionais (medidas em ondas elétricas) o DNA expressava RESPOSTAS IDÊNTICAS E SIMULTÂNEAS .  Os altos e baixos do DNA COINCIDIRAM EXATAMENTE com os altos e baixos do doador.

O objetivo era saber a que distância poderiam estar separados o doador do seu DNA para que o efeito continuasse a ser observado. Pararam de fazer provas quando chegaram a uma distância de 80 quilômetros entre o DNA e seu doador, e continuaram obtendo o MESMO resultado. Sem diferença e sem atraso de transmissão .

O DNA e o doador tiveram as mesmas respostas ao mesmo tempo. O que isto significa? Gregg Braden diz que isto significa que as células vivas se reconhecem através de uma forma de energia não reconhecida com antecipação . Esta energia não é afetada nem pela distância nem pelo tempo. Não é uma forma de energia localizada, mas uma energia que existe em todas as partes e todo o tempo.

Outro experimento foi realizado pelo Instituto Heart Math e nele se observou o DNA da placenta humana (a forma mais antiga do DNA) que foi colocado em um recipiente, onde podiam ser medidas as suas alterações. Foram distribuídas 28 amostras em tubos de ensaio para um mesmo número de investigadores previamente treinados.

Cada investigador foi treinado para gerar e EMITIR sentimentos , e cada um podia ter fortes emoções. O que se descobriu foi que o DNA mudou de forma de acordo com os sentimentos dos investigadores .

Quando os investigadores sentiram gratidão, amor e estima, o DNA respondeu
relaxando  e seus filamentos se estirando. O DNA ficou mais longo .

Quando os investigadores sentiram medo ou stress, o DNA respondeu se encolhendo. Tornou-se mais curto e muitos códigos se apagaram. Alguma vez você já se sentiu "descarregado" por emoções negativas? Agora sabemos porque nossos corpos também se descarregam.

Os códigos do DNA se conectaram de novo quando os investigadores tiveram sentimentos de amor, alegria, gratidão e estima .

Estas alterações emocionais provaram que eram capazes de ir além dos efeitos eletromagnéticos. Os indivíduos treinados para sentir amor profundo, foram capazes de modificar a forma de seu DNA. Gregg Braden disse que isto ilustra uma nova forma de energia, que conecta toda a criação. Esta energia parece ser uma REDE TECIDA de forma AJUSTADA, e que conecta toda a matéria . Essencialmente podemos influenciar essa rede de criação por meio da nossa VIBRAÇÃO.

Há mais de cinqüenta anos, em 1947, o Dr. Hans Jenny desenvolveu uma nova ciência para investigar a relação entre a vibração e a forma. Mediante seus estudos, o Dr. Jenny demonstrou que a vibração produzia geometria.

O Dr. Jenny produziu uma surpreendente variedade de desenhos geométricos , desde alguns muito complexos até outros bastante simples, em materiais como água, azeite, grafite e enxofre em pó. Cada desenho era simplesmente a forma visível de uma força invisível.

A importância destas experiências é que, com elas, o Dr. Jenny provou, sem espaço para dúvidas, que a vibração cria uma forma previsível na substância onde é projetada. Pensamento, sentimento e emoção são vibrações que criam um transtorno sobre a matéria em que são projetados.

A chave para obter um resultado entre os muitos possíveis reside em nossa habilidade para sentir que nossa escolha já está acontecendo . Vendo a oração deste modo, como «sentimento», nos leva a encontrar a qualidade do pensamento e da emoção que produz esse sentimento: viver como se o fruto de nossa prece já estivesse a caminho.

Se Pensamento, Sentimento e Emoção não estão alinhados não há União. Portanto: se cada padrão se move em uma direção diferente o resultado é uma dispersão da energia.

«...Qualquer um que diga a esta montanha: sai daí e joga-te no mar, não vacilando em seu coração, mas acreditando que acontecerá, assim será» (Marcos 11,23). A chave para que a oração seja eficaz é a união do pensamento, do sentimento e da emoção. Se, por outro lado, os padrões de nossa oração se centram na união, como pode o «material» da criação não responder a nossa prece?

Diz Gregg Braden que alguns de "nossos cientistas" estão preocupados porque o magnetismo da Terra está diminuindo drástica e rapidamente. Inclusive já especularam em segredo sobre uma possível alteração nos pólos magnéticos do planeta, prevista justamente para o ano em que termina o calendário maia, e as profecias hope assinalam como o princípio de um novo começo: 2012.

Diz que quanto maior o magnetismo, maior é o tempo para a manifestação no nosso mundo do que pensamos e sentimos. Por conseguinte, quanto menor o magnetismo, menor será o tempo para nos encontrarmos com a manifestação de nossos desejos, ou com a manifestação de nossos medos.

Vimos que geneticamente nosso DNA muda com as freqüências que produzem nossos sentimentos, e como é que as freqüências energéticas mais altas, que são as do Amor, impactam no ambiente, de uma forma material, produzindo transformações não só em nosso DNA , mas no ambiente que nos cerca.

Quanto mais Amor deixarmos fluir por nossos corpos, mais adaptados estaremos para enfrentar o que possa acontecer em 2012 e para conduzir nosso planeta, mediante nossos pensamentos positivos em conjunto, para o melhor futuro possível.


Extraído do livro Awakenning to Zero Point, Gregg Braden.
www.slideshare.net