domingo, 8 de novembro de 2009

OM MANI PADME HUM


Símbolo Supremo do Cosmo e do Ser Humano, determinando-se assim, Pureza e Perfeição Humana.   Mantém a sua temperatura
em torno de 35 graus, possui um sistema de autoregulação de calor, como os seres humanos e os mamíferos. Suas folhas são auto-limpantes, têm a capacidade de repelir poeiras e micro-organismos.

FLÔR DE LOTUS [botão]
A Criação do Universorepresenta as possibilidades infinitas do Ser Humano.Os Chacras são os Centros de Consciência no Corpo Humano, estão representados como Flôr de Lotus: cada côr determina o seu caráter individual o número de pétalas corresponde às suas funções.

A Flôr de Lotus cresce e desenvolve-se na escuridão do lôdo, emergindo para a superfície, abrindo as suas flôres, permanece imaculada da água e da terra.

Talo   Vida Astral
Raiz   Vida Material
Flôr   Vida Espiritual

Ela é a Síntese Viva
do mais profundo e do mais elevado:

Incriado   Criado
Material   Físico
Imaterial    Espiritual
Individualidade   Universalidade

Samsara   Ilusão
Nirvana   Iluminação

Quando o Ser Humano vibraciona Om Mani Padme Hum os seus Corpos Sensoriais atingem a capacidade de Silenciar a Si Mesmo de todo o alarido exterior, é quando Unificado com o Seu Princípio, manifesta-se através do seu Corpo de Luz.

MERKABA
É o Som da Frequência da Consciência de todos os Budas, de todos os Universos, é o Vibracionar dos 84.000 Ensinamentos que é a Identidade Personalidade dos Samadhis Búdicos.

OM
DEUS! O GRANDE ARQUITETO

É O Corpo Sonoro do Absoluto,
O Qual Tudo Criou, do Alfa/Ômega
Som Primordial de todos os Mantras.

Quando vibracionado gera nos Corpos Sensoriais a sua límpeza e purificação, interligando-se com o Princípio da Sua Essência Criadora, atinge a capacidade de manifestar-se através do Seu Corpo de Luz Merkaba

MANI  [Jóia]
Simboliza a Senda para alcançar a Iluminação,
a Consciência objetivada pelo reto proceder,
determina a Plenitude de Si Mesmo.

PADME [Lotus]
Nasce da lama e dela não se contamina,
o Ser Humano, apreende a Transceder a Si Mesmo,
gera o discernimento, o vivenciar em Consciência,
além da Limitação da Temporalidade.

HUM [Pureza]
 Identidade Daquele que atingiu a
Plenitude de Vivenciar O Eterno Presente,
é regida pela Sabedoria que a faz Manifetar-se
através da Unidade Indivisivel do Qual Tudo
Originou-se do Macrosmo ao Microcosmo.

Texto Neusa Rocha Teles eusarohateles@uol.com.br