sábado, 3 de julho de 2010

OS MAGOS AUTO-EXISTENTES CAMINHAM NA TERRA

Mandala Om Orionis
Sintonização com Fraternidade Rosa de Órion

Ó filhos dos povos das estrelas, ó filhos do coração galáctico de Alfa e Ômega que continuam formatados pelo signo da bipolaridade, do centro dos Heikhalot das 13 ondas encantadas, venho relembrar à tua essência sideral que deves despertar e assumir sua assinatura galáctica.

Tenho como missão cósmica, a partir da chama trina do meu canal simbólico, relembrar a vós que chegou o momentum de sair da matriz da diferença. Observais atentamente e notem que os Magos Auto-Existentes se reencontraram no signo da bipolaridade e estão caminhando entre vós na Terra. Assumam o compromisso de ajudá-los na reformatação da comunhão sideral na Terra.

Ó filhos da Roda-do-Tempo sereis fortificados, em relação a esses outros filhos, com Lucidez e Serenidade se beberdes do elixir da vida através do conhecimento que vos é dado. Os limites simbólicos tornaram-se brincadeiras infantis quando lerdes essas palavras. Teu corpo registra, na materialidade, o que tu fazes neste instante no superior. Isso se deve ao fruto da Lucidez adquirida em uma das escolas ascensionais do coração do amado Sanat Kumara. Sob as ordens do sagrado Melkizedek, o senhor do mundo, iniciei nesta semana a ativação do quantum 13:05 do portal sagrado que trará a fonte do saber e da vida até vós. Pois 13 são as Forças Ressonantes Harmônicas de Redenção donde deveis extrair a Luz de Proteção e 5 são as câmaras e pilares que produzem na materialidade a integração e se solidificarão na taça da cura. Ó filhos da germinação sideral sois curadores da vossa espécie neste imenso laboratório planetário. O comando sideral Om Orionis informa que 13:05 é o código de acesso para assumires vossa assinatura galáctica. A mensagem é a mesma desde da vossa fecundação estelar neste sistema solar: praticai o que é ser não-ego. Desenvolvam o tom auto-existente do coeficiente de luz em vossa célula mãe sideral.

Nestes dias, vossos curadores de branco utilizam a célula mãe de vossos corpos para curar-vos. Isso é a demonstração que o quantum de luz da vossa célula sideral pode curar vossa evolução.

Ó filhos das obras de cristal, por vezes, vos sentireis solitários na ativação de vosso quantum estelar. Isso se dá, pois vós passareis este processo sem a intervenção dos mestres. Embora continue a relação de interdependência entre vós e os comandos estelares, não há mediação entre vós e a semente estrelar que tu és! . Isso ocorre desta forma, pois como uma semente contém a flor inteira, o pensamento original da criação contém a criação toda, inclusive o seu final e perfeição completa.

Ó filhos da Rede de Conhecimento estais acima do mundo angélico, que habitam Olam ha-Yetsirah (o mundo da feitura), que é uma categoria inferior em relação ao mundo Olam ha-Beriyah (o mundo da criação), local este onde vossas mentes siderais estão ativadas. No entanto, na prática, devereis servir-vos do mundo angélico para assegurar o controle das forças 05 de 13 do alto que exercem a sua influência sobre o mundo. São várias as ferramentas que podereis utilizar.  O mais rapidamente possível, na câmara secreta em vosso cardíaco, deveis assumir tua assinatura galáctica e burilar teu ego no processo. Não corrais atrás de batalhas, mas firmais vosso ponto de força e elevem-se em qualidade e intensidade. Em suas sheliot, meditações matinais, os anjos dos mestres aparecem na forma de merkabás ressonantes harmônicas encarregadas de elevar sua conexão junto dos Tronos. Deveis então, formar com harmonia as realizações interessantes para vós. Trata-se até aqui, de Praticar e Desenvolver-se! Isso é Cura!

Ó filhos da escrita, assumam igualmente o vocabulário harmônico. Quando estiverdes nas irradiações de tua assinatura galáctica valorizem vossa conquista através do respeito mútuo. Deveis formar um universo pessoal de arte, encanto e beleza; alimentando-o periodicamente. Sejam vós justos em vosso discernimento, pois somente assim sereis reconhecidos e receberás a beleza e o encanto dos Magos auto-existentes. Seguindo as definições do Comando Om Orionis, estaremos orientando e reativando as câmaras quânticas de luz em vossas matrizes siderais através de outras orientações.  Paz e Luz

Portal Shtareer
www.sparetiro.com/ospa/text0sdemetafisica

NÚMERO DE DEUS O ENIGMA DO CUBO

Um estudo realizado nos Estados Unidos indica que bastam apenas 26 movimentos para resolver o cubo mágico, o famoso quebra-cabeças tridimensional criado em 1974 pelo professor de arquitetura húngaro Erno Rubik.

No quebra-cabeças, também conhecido como cubo de Rubik e muito popular nos anos 70 e 80, as pessoas enfrentam o desafio de agrupar nove peças de uma mesma cor em cada um dos seis lados do cubo. Os cientistas Daniel Kunkle e Gene Cooperman utilizaram um supercomputador para investigar a solução do desafio, e ele chegou à conclusão após 63 horas de cálculos.

Especialistas em computação, os estudiosos acreditam que, com mais trabalho, eles podem reduzir ainda mais o número de movimentos necessários para solucionar o quebra-cabeça. Até antes deste estudo, o menor número de movimentos que estudiosos haviam precisado para solucionar o cubo havia sido 27.

Para se chegar a soluções a partir de cada uma das cerca de 43 quintilhões de possíveis posições diferentes do cubo mágico, seria necessário muito tempo, até para um supercomputador. Por isso, Kunkle e Cooperman, da Universidade Northeastern, em Boston, usaram uma técnica de dois passos no trabalho.

Os cientistas sabiam que, no caso de 15 mil configurações, era possível resolver o quebra-cabeça com alguns poucos movimentos a mais. Assim, no primeiro passo, os dois estudiosos programaram o supercomputador para que analisasse o cubo desordenado e chegasse, com o menor número de movimentos possível, a uma dessas 15 mil posições.

Nesses casos, o cubo desordenado poderia ser solucionado em um total máximo de 29 movimentos, mas a maioria dos cubos poderia voltar à posição inicial em 26 passos ou menos. Kunkle e Cooperman então voltaram suas atenções para os poucos casos de configurações "problema", que exigiam mais do que 26 movimentos para serem solucionadas.

Os pesquisadores usaram o supercomputador para buscar a melhor forma de resolver estes cubos e conseguiu solucionar todos estes casos especiais em menos de 26 movimentos. O estudo aproxima os cientistas da descoberta do chamado "número de Deus", como é chamado o número mínimo de movimentos para fazer com que o cubo mágico volte à sua posição inicial.

O número é chamado desta forma porque Deus iria precisar de apenas a menor quantidade de movimentos para resolver o quebra-cabeça. Trabalhos teóricos sugerem que o "número de Deus" está um pouco acima de 20. Kunkle e Cooperman anunciaram suas descobertas no Simpósio Internacional de Computação Simbólica e Algébrica, em Waterloo, na Província de Ontário, Canadá.

BBC Brasil