sexta-feira, 20 de novembro de 2009

MELQUISEDEC O REI DO MUNDO

O reconhecimento da existência do mais santo e mais poderoso dos homens, do reino bem-aventurado, do grande templo da Santa Ciência, é de tamanho conforto para nossos corações de pecadores e nossas vidas corruptas, que escondê-lo seria uma lástima...” (F. Ossendovski)

Jesus Cristo dá testemunho do Rei do Mundo
Melquisedeck, Rei de Salem, sem pai nem mãe,
é aquele que permanece Sacerdote para sempre...”

Esse soberano do mundo, que residiu num castelo onde hoje existe Jerusalém, tem como domínio as grutas e cavernas de todo o planeta Terra, os quais se unem formando gigantescas extensões do Agarthi e sua capital Shamballah.

O explorador Ossendovski fala sobre o poder do Rei do Mundo assim: “Ele está em contato com o pensamento de todos os homens, reis, Czares, Khans, chefes, guerreiros, sumos sacerdotes, cientistas e outros homens poderosos. Ele compreende todos os seus pensamentos e planos; se esses são agradáveis ante Deus, o Rei do Mundo os ajuda invisivelmente e se são desagradáveis à vista de Deus, o Rei os levará à destruição...”

O Mestre Samael Aun weor, Patriarca das Instituições Gnósticas, afirma solenemente em uma de suas obras: “Amigos, chegou o momento de vocês conhecerem ao Gênio da Terra, a esse Melquisedeck extraordinário que governa nosso mundo. Um dia poderão entrar no interior da Terra e então vivenciarão por si mesmos e de forma direta que esta Terra é oca. Ali poderão conhecer também a muitos sobreviventes da Atlântida e da Lemúria, a veneráveis anciães que cultivaram os Mistérios Divinos em seus templos, a veneráveis sacerdotisas que, como as Cleópatras do Nilo, repartiam seus ensinamentos aos povos que as amavam. Quando vocês puderem penetrar no lugar onde Melquisedeck mora, então poderão conhecer a Sabedoria dos Antigos, vivenciarão por si mesmos e de forma direta que em outros tempos resplandeceu a sabedoria hermética sobre a face da Terra...”

O pensamento acadêmico ocidental, extremamente racional e cartesiano, jamais poderia imaginar a idéia de um Império Mundial, em moldes absolutamente espirituais, de uma Sinarquia, com guias, exércitos e governadores que administrem, sábia e dinamicamente, o planeta. Isso, no entanto, foi preconizado pelas augustas e esotéricas fraternidades que trabalharam intensamente nos séculos 18 e 19, com sua famosa Utopia do Império Mundial. Porém, não conseguiram materializar o que já existe em nível esotérico: Esse Império é composto por Seres de altíssimo nível vibratório, moral e espiritual... Seres, Forças, Inteligências etc., hierarquizados de acordo com seu grau de Consciência

Os cabalistas hebreus, com seus profundos conhecimentos ocultistas, afirmam que cada Sistema, Galáxia, Planeta etc., possui Regentes, Gênios Planetários, Devas (ou Anjos), onipotentes e oniscientes dentro de seu trabalho cósmico. Posso citar alguns exemplos tirados das literaturas cabalísticas de alguns e suas influências de Poder:

MELQUISEDECK  CHANGAM   Planeta Terra
ARCANJO MICKAEL    Nosso Sol
ARCANJO REGENTE    Domínio
ANJO RAFAEL   Mercurio
ANJO ZACARIEL  Jupiter
ANJO ORIFIEL    Saturno
ANJO SAMAEL    Marte
ANJO GABRIEL    Lua
ANJO URUEL    Vênus
SÍRIUS    Via Lactea
ALCIONE    Plêiades

Changam-Melquisedeck é o  Administrador Supremo da vida evolutiva e involutiva de nosso planeta Terra, o guardião da Anima Mundi. Mesmo sendo um “Devaraja”, um Arcanjo poderoso, obviamente acima do bem e do mal, esse misterioso Rei do Mundo possui um corpo físico que data de 4 milhões de anos, já que Ele possui em suas mãos o Elixir da Longa Vida, essa famosa Chave do Grande Arcano, como nos ensina Samael Aun Weor. O mesmo Mestre Samael afirma que o rosto do Grande Elder, como Changam também é chamado, exprime grandiosidade, majestade e poder, com seus pômulos salientes, olhos faiscantes e grande estatura...

Esse Ser já foi visto e contatado inúmeras vezes na Ásia, especialmente na Índia e Tibet, mas também em outras paragens, como nos templos sagrados de Angkor-Vat, no Camboja.

Ossendovski, em seu livro Bestas, Homens e Deuses, comenta: “Estando de passagem, no começo de 1921, na Lamaseria de Narabanchi Kure, no distante Oriente, o Houtuktu levou-me até uma sala ricamente adornada e disse: 'Está vendo aquele trono? Pois bem, numa noite de inverno diversos cavaleiros chegaram ao mosteiro e pediram que todos os Gelongs e Getuls, com o Houtuktu e o Campô, se reunissem nesse quarto. Então, um dos estrangeiros subiu ao trono e tirou da cabeça seu barrete. Todos os lamas caíram de joelhos porque tinham reconhecidoo Homem de quem se falava nas bulas sagradas do Dalai-Lama, do Tashi Lama e do Bogdo Khan...É o Ser que é o amo do mundo inteiro e que desvendou todos os segredos da Natureza. Ele rezou brevemente no idioma tibetano, abençoou todos os que se achavam presentes e depois fez revelações a respeito do século 20. Isso ocorreu há 30 anos...

Enquanto estávamos rezando na frente do pequeno altar, a porta se abriu sozinha, as velas e as tochas se acenderam espontaneamente e os defumadores que estavam sem fogo começaram a mandar pelos ares nuvens de incenso. Depois disso, o Rei do Mundo e seus companheiros desapareceram sem deixar qualquer vestígio.’”

Em seguida, Ossendovski relata sua própria experiência, depois de ouvir ceticamente o relato do monge

“O Houtuktu entrou no santuário, ajoelhou-se, cobriu os olhos com as mãos e começou a rezar. Eu estava observando o rosto calmo e sereno da estátua do Buda dourado, onde as lâmpadas acesas deixavam sombras que se mexiam. Depois, olhei para o trono.Foi maravilhoso e difícil de acreditar, mas eu vi um homem forte e musculoso, o rosto bronzeado, com uma expressão severa marcada na boca e nos maxilares. Sua fisionomia era dominada pelo brilho dos olhos. Através de seu corpo transparente, vestido com uma túnica branca, consegui ver as inscrições tibetanas no encosto do trono. Fechei os olhos e os abri novamente. Não havia mais ninguém, porém a almofada de seda sobre o trono parecia mexer-se...”

O REINO DE AGARTHA SHAMBALAH INTRATERRENOS

Agharta é uma palavra que se e refere ao Império Subterrâneo , que todos acreditam existir abaixo da terra . Este mundo subterrâneo tem milhões de habitantes , residentes em diversas cidades e Shambalah é a sua capital .

O Chefe supremo deste mundo interior é conhecido no Oriente como o Rei do Mundo , exercendo um governo justo e poderoso, com reflexos na superfície da terra .Existem em diversas partes do mundo túneis e caminhos dimensionais que levam à esta civilização de sábios ; a maioria deles no Himalaia , Andes e até no Brasil – um dos mais importantes localiza-se precisamente nos contrafortes da Serra do Roncador (estado do Mato Grosso – próximo à fronteira dos estados de Goiás e Mato Grosso do Sul )

Em Portugal muitos são os túneis também….A entrada destes túneis é vigiada por iniciados , que tem como juramento , manter secreto a localização dos mesmos e não permitir a entrada de curiosos .Os cientistas do mundo subterrâneo,possuem conhecimentos e tecnologias muito superiores às nossas,com total domínio das forças naturais e das leis da natureza.

Ossendowsky afirma que o império de Agharta consiste de uma rede subterrânea de cidades interligadas por túneis , através dos quais os seus veículos (os discos voadores) percorrem com incrível velocidade . Estes túneis tem acessos à superfície da terra e oceanos .

Nas diversas fases da nossa história , o reino de Agharta envia seus filhos ou emissários à superfície para auxiliar à humanidade . No épico indu Ramaiana , Rama foi um destes emissários , chegando ao nosso mundo num veículo aéreo e permanecendo entre nós .

As estátuas gigantescas dos primeiros deuses e reis egipcios , assim como a estátua que retrata o primeiro buda , representa este intercâmbio ao longo do tempo.
Quetzalcóat, o profeta dos Maia e Astecas, era um estranho entre os índios, sendo de uma raça diferente , por ser louro e provido de barba branca . Os astecas o chamamavam de “Deus da Abundância” , e segundo os relatos trajava um veste branca flutuante . Veio provavelmente do mundo subterrâneo e retornou à sua terra , depois de observar que os índios pouco aproveitavam dos seus ensinamentos .

Relatos semelhantes da presença destes avatares também ocorreu com os Incas , no Perú . Com relação à Agharta, o Professor Henrique J. de Souza, presidente da Sociedade Teosófica Brasileira e autoridade de destaque no assunto do mundo subterrâneo, escreveu na sua revista um artigo: existe Shangri-lá ? .

“Entre todas as raças da humanidade, desde o alvorecer dos tempos, existe a tradição de uma Terra Sagrada ou Paraíso terrestre, onde os mais elevados ideais da humanidade são realidades vivas. Este conceito é encontrado nos escritos mais antigos e nas tradições dos povos da Europa, Ásia Menor, China, Egito e Américas. Esta terra sagrada, dizem, pode ser conhecida somente das pessoas merecedoras, puras e inocentes, razão pela qual constitui o tema central dos sonhos da infância."

"O caminho que conduz a esta Terra Abençoada , este Mundo invisível, este Domínio Esotérico e Oculto, constitui a motivação central e a chave mestra de todos os sistemas de iniciação no passado, presente e futuro. Esta chave mágica é o ‘Abre-te Sésamo’ que destranca as portas de um mundo novo e maravilhoso.Os antigos rosacrucianos a designavam pela palavra vitriol,que é a combinação das primeiras letras da frase vista interiora terrae rectificando invenes Omnia Lapidem, para indicar que ‘no interior da Terra está oculto o verdadeiro mistério’. O caminho que conduz a este Mundo Oculto é o da Iniciação".

salteadoresdaarca.wordpress.com/

AGARTHA INTRATERRENOS MUNDO SUBTERRANEO

Milhares de pessoas no mundo acreditam na existência de uma civilização espiritualmente avançada que vive em um mundo subterrâneo, dentro das partes ocas da Terra. Um desses mundos subterrâneos se chama Agartha. A capital de Agartha é Shambala. E Shambala é parte de uma grande tradição de origem bon-po, budista tibetana e tântrica. Segundo a tradição de Agartha, existem sete entradas no Planeta que dão acesso a este misterioso mundo habitado por seres altamente desenvolvidos. Das sete entradas, três estão perto de nós.

As Cataratas do Iguaçu é a entrada que mais facilmente pode ser identificada. Como sabemos, o que chamamos hoje de Mato Grosso corresponde a dois estados da federação brasileira. Mas o Mato Grosso de Agartha pode ir além desses dois estados e incluir o que chamamos de estados de Goiás e Tocantins e parte de Rondônia (lembremo-nos que originalmente, o que os portugueses chamaram de Mato Grosso era a atual Rondônia. Mato Grosso se referia à Floresta de Árvores grandes – mato grosso para os portugueses).

Todos sabemos que esta extensa região chamada de Mato Grosso é mágica. A partir do atual estado de Mato Grosso do Sul, o subsolo é uma enorme província de cavernas. Algumas destas cavernas são conhecidas e exploradas turisticamente como o caso daquelas que ficam nas Serras da Bodoquena onde estão as cidades de Bonito, Bodoquena, Jardim, e Guia Lopes da Fronteira entre outras. Outras cavernas são exploradas por maneiras mais agressivas de indústrias o que é o caso de fábricas de cimento como na Serra da Bodoquena e mineração no Morro do Urucum (MS) ou Serra dos Carajás. Toda a região deste Mato Grosso extenso contém não só uma mas, talvez, muitas entradas para Agartha.

A mesma coisa acontece com Manaus. A Manaus de Agartha pode não se reduzir aos limites do atual município de Manaus. Pode incluir também a região do atual estado de Roraima e as formações encantadas do Planalto da Guiana. Vale deixar claro aqui que Guiana não é só o nome de uma das repúblicas da América do Sul. É o nome de uma misteriosa e bela formação de rochas que unifica, como em um abraço, parte dos territórios Venezuela, Brasil e Guiana. A Manaus de Agartha pode incluir ainda toda a misteriosa região dos muitos rios – a Amazônia, onde também dão conta de mundos e civilizações subterrâneas e subaquáticos.

A lenda do Boto Cor de Rosa é uma destas “lembranças”. Na imaginação popular, os botos são uma raça de gente que vive em cidades no fundo do Rio Amazonas e de outros rios e lagos desta “Manaus”. Os botos são uma lembrança da existência de Agartha.

As lendas que denunciam a existência de mundos subterrâneos também abundam em muitas tribos indígenas brasileiras. As Cataratas do Iguaçu, a Fonte da Neblina Criativa, na oitava dimensão, leva a esta extensa Agartha. A porta de entrada à Agartha via Y-guaçu se encontra no local que, de maneira estranha, recebeu o nome “Garganta do Diabo”. É muito triste que este nome tenha sido dado ao Portal de Agartha. Mas há centenas de portões menores pelos quais se pode entrar à Argatha. Desta maneira, as Cataratas, em sua totalidade são um portão de entrada para uma dimensão de seres altamente desenvolvidos, para uma multi-dimensionalidade além dos sentidos escravizados. Mais uma razão de ser este um Lugar Sagrado de Paz e Poder.

Mas as Cataratas não são simplesmente uma “porta”. É um portal que se abre para outras dimensões. Assim como acontece com o Monte Shasta, com o Lago Titicaca, com Uluro Kattjuta, Glastonbury e Avalon, a Grande Pirâmide, com o Kuh-e-Malek Siah e com o Monte Kailash. É também o que acontece em milhares de outros lugares do Planeta. Esses portais conectam nossas comunidades na dimensão em que vivemos com grandes comunidades de outras dimensões vivendo em templos, ou catedrais, cidades de luz ligados à hierarquia espiritual. O coração deste portal, nas Cataratas do Iguaçu está no local chamado por “aquele nome”, e é cristalino. Há cristais imensos que formam esse centro de energia cujo brilho pode ser visto por qualquer pessoa que se permita ver. Há relatos de pessoas que, durante o passeio de barco que ocorre aos pés das Cataratas, viram esse grande clarão cristalino e saíram maravilhadas. Geralmente essas pessoas contam a visão a companheiros de viagem que os descartam de maneira abrupta. Tacham-nos de loucos.

Vista por esses olhos da multi-dimensionalidade deste mundo sem fronteiras, entre o que se pode ver e o que não se pode ver, notamos que de Y-guaçu a Brasília, de Brasília ao Titicaca, do Titicaca a Manaus, de Y-guaçu a Santiago, a Córdoba, Mendoza, Tucumán, Salta e Jujuy e deste lugares destacados a milhares de outros no continente sul-americano e fora dele, tudo está energética e espiritualmente conectado. O problema reside em fazer a separação entre a maneira reducionista ocidental de ver e as muitas outras possibilidades de enxergar.

Tomemos Brasília como um exemplo. Para os brasileiros cansados com as manipulações políticas, Brasília nada mais é que um centro nacional de corrupção onde o sofrimento brasileiro é oficializado. Mas a terra onde Brasília foi construída não tem nada a ver com essa tendência patológica da civilização construída sobre ela. Brasília está no cerrado do Planalto Central brasileiro – no centro geodésico do Brasil, um lugar cujas energias naturais são de elevação. Por isso abundam em Brasília, e regiões circunvizinhas, os templos de todas as religiões. Templos abertos a todas as religiões, como o Templo da Boa Vontade, em forma de pirâmide, a Cidade Eclética, o Vale do Amanhecer e movimentos holísticos como a Cidade da Paz. Até a pedra fundamental da cidade lançada em 1922, foi colocada em um local simbólico que é considerado hoje como o “Chacra cardíaco do Brasil”.

Mais do que sua arquitetura, o que chama a atenção de Brasília é a história de seu sonho. Talvez Brasília tenha sido a cidade mais sonhada do mundo. Uma cidade literalmente feita de sonhos. A cidade inaugurada em 1960, e autônoma desde 1990, está na cabeça dos brasileiros desde 1750. Foi nesta época que o cartógrafo Franscisco Tossi apontou a área como propícia para sediar uma futura capital do país.

Até o nome Brasília não nasceu da cabeça do presidente Juscelino Kubistschek. O nome Brasília foi proposto pela primeira vez em 1823 por José Bonifácio então membro da Assembléia Constituinte. Lembremos que o Brasil só se tornaria uma República em 1889.

O sonho de Brasília é literalmente um sonho e extrapola as fronteiras nacionais. Uma das coisas que as crianças de Brasília e do Distrito Federal aprendem, na escola, é o sonho histórico do padre italiano Dom Giovanni (João) Bosco, hoje santo católico – fundador da Sociedade de São Francisco de Sales, cujos membros são conhecidos como padres Salesianos. Dom Bosco sonhou e divulgou seu sonho no qual ele viu o nascimento de uma nova civilização que nasceria em uma cidade a ser construída entre os paralelos 15 e 20 graus de latitude Sul. Sobre a região vista no sonho-visão, Dom Bosco disse: “Eu enxergava dentro das profundezas das montanhas e das reentrâncias das planícies. Tinha sob os olhos as riquezas incomparáveis destes países, as quais um dia serão descobertas”

Juscelino Kubistchek realizou o sonho. Hoje Brasília é Patrimônio Cultural da Humanidade e embora o sonho ande soterrado, na maioria da população, a cidade é especial. Em algum lugar debaixo de Brasília, ou de sua imensa área de influência, está a cidade de “Posid” remanescente de Atlântida. É o que acreditam os povos que buscam o mundo de Agartha.

Notemos que este conceito de Lugares subterrâneos ligados aos locais sagrados é mundial. Entradas secretas para Agartha, Shambala e outras cidades são descritas pelas tradições em muitos locais da Índia, Tibete, Mongólia, Região Autônoma dos Uigurs (Mongólia/China) e muitas outras. O Monte Shasta também abriga um mundo subterrâneo ligado ao antigo, quase mítico, continente da Lemúria. Um continente destruído, assim como a lendária Atlântida, provavelmente pelo abuso da tecnologia.

Outra lenda diz que quando a Lemúria estava afundando, um dos Sete Grandes Mestres da Lemúria, chamado Aramu Muru, que hoje vive no Monte Shasta, recebeu a missão de transportar o Disco Solar Dourado do Templo da Iluminação para o Lago Titicaca. Durante a época do domínio Inca, o Disco Solar foi transferido para Cuzco e colocado no Qorikancha – o principal Templo do Sol, onde permaneceu até a chegada dos espanhóis. Com o perigo imediato, o Disco Solar foi levado de volta para uma cidade chamada Paititi, que fica no fundo do Lago Titicaca. As comunidades parte da rede esotérica mundial afirmam que o Portal do Lago Titicaca foi reaberto em 1997 e desde então está em funcionamento junto com o seu disco solar.

Para concluir citamos os nomes de outras entradas à Agartha localizadas no Planeta: as Cavernas Mammoth no estado de Kentucky (EUA), Manaus, Mato Grosso (Brasil), Cataratas do Iguaçu (Argentina, Brasil), Monte Eporneo (Itália) e Pirâmide de Giza (Egito). Duas outras entradas, são as, em si lendárias Minas do Rei Salomão e das cavernas de Dero. Nos próximos três capítulos, nos dedicaremos a explorar o mundo de nossa realidade. Será a realidade tão real como parece?

ESTRELA DIAMANTE

A maior jóia já encontrada no universo foi descoberta por astrônomos brasileiros. E não é só força de expressão. Trata-se de uma jóia mesmo: uma estrela-anã, com o tamanho da Terra e a massa do Sol, que esfriou e se cristalizou na forma de um gigantesco diamante. O fantástico objeto encontra-se a 17 anos-luz (40 quatrilhões de quilômetros) de nosso planeta, na constelação do Centauro. Seu descobridor é o astrônomo Kepler de Oliveira Filho, chefe do Departamento de Astronomia do Instituto de Física da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Kepler encontrou a estrela em 1991, e a batizou como BPM 37093. Naquela ocasião, o astrônomo foi auxiliado por seus alunos Antônio Kanaan e Odilon Giovannini, hoje professores em universidades gaúchas. Mas, só agora, confirmaram-se as extraordinárias características do objeto celeste, cuja descoberta projeta a astronomia brasileira no cenário internacional.

Essa confirmação foi obtida em observações realizadas entre 16 de abril e 4 de maio. E será encaminhada , neste mês de setembro, para publicação no Astrophisical Journal, da Universidade de Chicago, nos Estados Unidos.

O gigantesco diamante é a forma final que uma estrela como o Sol adquire após passar por um longo ciclo evolutivo (veja o esquema ao lado). O carbono formado pelas reações nucleares do astro acumulam-se em sua região central. Compactado por uma pressão descomunal, o material organiza-se em rede cristalina, dando origem ao diamante. O astro é realmente uma jóia de valor incalculável. Mas, para quem já está pensando em como chegar lá para obter um pedaço, fica aqui o alerta: apesar de ter-se resfriado muito, a estrela ainda é mais quente do que a superfície do Sol e sua extraordinária força gravitacional esmagaria qualquer objeto que se aproximasse demais dela.

A descoberta da estrela cristalizada comprovou uma teoria, apresentada na década de 60, por pesquisadores americanos e russos. "Eles afirmavam que, ao se resfriarem muito, as estrelas tendiam a cristalizar. Mas isso nunca havia sido confirmado até agora", afirma Kepler. Baiano de nascimento, o pesquisador doutorou-se em astrofísica na Universidade do Texas, nos Estados Unidos, onde iniciou seus estudos das estrelas anãs brancas. Ao todo, ele já dedicou quase 20 de seus 42 anos à investigação desses astros. E, atualmente, preside o Whole Earth Telescope (Telescópio da Terra Inteira), entidade que reúne 60 pesquisadores, de 13 países. "A BPM 37093 é uma estrela de grande massa que, ao implodir, ficou confinada num volume muito pequeno. Por isso, sua densidade média é altíssima, cerca de 20 mil vezes maior do que a da platina, o elemento mais denso da Terra", explica o astrônomo.

As anãs brancas são as estrelas mais antigas, de modo que os estudos sobre sua evolução podem fornecer dados muito importantes para determinação da idade das galáxias. Conhecimentos adquiridos em outros campos de pesquisa estão sendo usados na investigação do comportamento desses corpos celestes: cálculos de freqüência de terremotos terrestres servem de base para a determinação do período de pulsação das anãs brancas; e um fotômetro, ligado ao telescópio, possibilita medir a variação periódica de seu brilho. "Esse estudo das variações da luz emitida pelas anãs brancas permite analisar o seu interior, escondido pela atmosfera estelar", resume Kepler.

ABPM 37093 só pode ser vista com telescópios de, no mínimo, um metro de diâmetro. Sua luz é bilhões de vezes menos intensa do que a do planeta Vênus, o objeto celeste mais brilhante, depois do Sol e da Lua. Pelo fato de o astro situar-se visualmente nas proximidades do Cruzeiro do Sul, as pesquisas que confirmaram sua cristalização mobilizaram astrônomos que trabalham em vários países do Hemisfério Sul (Brasil, Chile, Nova Zelândia, África do Sul e Austrália), além de usarem imagens obtidas fora da atmosfera pelo telescópio espacial Hubble. O resultado, altamente positivo, colocou o Brasil em evidência nas rodas da astronomia.


GOLFINHOS CÓSMICOS

Constelção de Delfin, ou Golfinho. é uma constelação pequena
no hemisfério norte, um dos objetos mais notáveis nesta constelação é uma colisão de galáxias, chamada de II ZW 96 ou CGCG 448-020. São duas galáxias espirais em um colisão de milhões de anos.

  Muito já se falou sobre a inteligência dos golfinhos, mas poucos sabem de suas ligações com o Esoterismo.

Para muitos povos primitivos, esses animais são símbolos sagrados. Talvez pelo fato de seu comportamento e personalidade já, desde cedo, terem fascinado os seres humanos. Segundo pesquisadores, referências a eles remontam aos primeiros documentos escritos.

O professor da Universidade Casper Líbero (SP) e doutor em Comunicação Flávio Calazans, grande admirador e estudioso dos golfinhos, conta que, para os povos helênicos, eles simbolizavam saúde e salvação, e muitas vezes eram associados a deuses como Hermes, Eros, Afrodite e Apolo. Tais divindades costumavam ser apresentadas cavalgando golfinhos. Já na Mesopotâmia há lendas bem mais antigas. Uma delas afirma, por exemplo, que a Babilônia teria sido fundada por deuses-golfinhos. Sobre a ilha perdida da Atlântida, citada por Platão como continente afundado, há histórias ocultistas que se referem aos animais como ancestrais divinos dos reis atlantes.

Saindo da área mística para a científica, Calazans também cita frases de grandes nomes para embasar seu fascínio. Enquanto o pesquisador e explorador submarino Jacques Cousteau os chamava de “intelectuais dos mares”, o astrofísico Carl Sagan disse uma vez que “somos a única espécie com a qual os golfinhos poderiam realizar experiências psicológicas”. O escritor norte-americano Arthur C. Clarke, por sua vez, chegou a afirmar que são animais que possuem uma literatura oral, uma história e filosofia não-escritas que revelariam uma sofisticada cultura passada de geração em geração através de seus cantos marinhos.

Outro fato relacionado por Calazans refere-se a uma experiência vivida pelo médico John Lilly em 1954. Ele mergulhou nu em água a 34 graus Celsius e, sem sentir calor nem frio, ficou boiando em um tanque escuro. Sem som, luz nem gravidade, Lilly flutuou por muitas horas durante as quais relatou ter tido visões, transes místicos e viagens astrais – o experimento é registrado no filme Estados Alterados. A força de tal vivência mudou sua visão acerca do mundo e de si próprio, levando Lilly a se dedicar a pesquisas sobre aqueles animais que vivem o tempo todo livres da gravidade, flutuando no mar. A partir desses estudos, conseguiu ensinar um casal de golfinhos filhotes a falar 30 palavras em inglês, descobrindo que, ao contrário dos papagaios, os animais articulavam frases e comunicavam-se verbalmente na língua inglesa. No livro O Centro do Ciclone, onde difunde suas pesquisas com esses fantásticos mamíferos, o médico chega a concluir que se todos do planeta tivessem consciência como a dos golfinhos, não haveria guerras, poluição ou doenças incuráveis.

http://www2.uol.com.br

OS SIRIANOS NO PLANETA TERRA

Os espíritos sirianos vem em muitas formas, principalmente como golfinhos e baleias (cetáceos), que são os seres sentientes mais completamente conscientes neste planeta. A razão para isto é que como cetáceos, os seres não experimentam uma dura separação e sentimentos de isolamento da Mãe Terra e da Natureza, como os humanos tendem a sentir.

Os Cetáceos são verdadeiramente os guardiães da Terra. Os humanos teriam que compartilhar esta missão de cuidar da Terra e de toda a vida nela existente, mas a maioria dos humanos tem estado “adormecidos” há muito tempo e estão destruindo rapidamente a si mesmos, bem como a Terra e a Natureza. Os Sirianos, junto com muitos outros, estão aqui para nos ajudar a mudar isto.

Uma outra maneira pela qual os Sirianos aparecem na forma física na Terra é como “sementes estelares” humanas, aqueles que passaram a maior parte de suas vidas em um corpo Siriano, mas escolheram encarnar como um humano da Terra para um propósito específico, ou através de nascimento ou como entrantes.

Há também os que vem como emissários, que escolheram passar a maior parte de suas vidas neste ciclo, como humanos terrestre, e a maioria deles estão ou estiveram no processo de serem “despertados” por seus guias de Sirius em outras dimensões. Estes guias estão trabalhando com os Corpos de Luz dos seres físicos, bem como com seus corpos físicos, mentais e emocionais, para prepara-los para vir para a consciência total.

Nossas relações com os Sirianos se dão aproximadamente há dois milhões de anos, os Sirianos começaram a adicionar algo de seu próprio DNA ao material genético de Homo sapiens. Eles ajudaram a criar os corpos que temos agora; então, geneticamente, somos quase idênticos a eles.

As principais diferenças é que os Sirianos tendem a ser mais altos que nós, com cérebros maiores e mais desenvolvidos e que eles vivem muito mais tempo. Na verdade, o cérebro Siriano tem um outro lobo acima do frontal, muito semelhante ao que as baleias e os golfinhos tem.Ele lhes permite ter visão estereoscópica: eles podem ver dentro de um objeto bem como do lado externo e do lado oposto em terceira dimensão. Também, os Sirianos, assim como os cetáceos, tem enormes capacidades telepáticas e psíquicas.

A comunicação telepática é concentrada através do quarto chakra, o cardíaco, mais do que com o quinto e o sexto chakras. Isto faz com que a comunicação seja muito mais amorosa que apenas palavras ou pensamentos. Os Sirianos também ajudaram geneticamente a co-criar as formas golfinho/baleia, e esta é uma razão pela qual muitos espíritos Sirianos são tão atraídos aos que estão encarnados na Terra como Cetáceos.

Eles amam tornarem-se alegremente suas co-criações. Os Sirianos que estão em sua forma etérica ou em sua forma nativa estão agora trabalhando com muitos de nós, não somente na ativação e abertura de nossos cinco chakras interplanetários mais elevados e em partes do nosso cérebro que estiveram dormentes, mas eles estão também trabalhando na nossa estrutura genética.

O DNA humano irá voltar, de sua atual estrutura em dupla-hélice à sua estrutura original de 12 hélices. Para aqueles que são adultos, o nosso DNA em nossos corpos não irá mudar muito. Mas para aqueles de nós que tem ou terão crianças pequenas em um futuro próximo, os Sirianos estão trabalhando com muitos de nós para mudar o DNA dos óvulos e espermatozóides. Isto então dará a certeza de que as crianças nascerão com o seu DNA totalmente de 12 hélices e na verdade já tem a estrutura em seus corpos físicos para que sejam totalmente conscientes. Portanto, essas crianças não terão que ser “retro-alimentadas” como nós adultos.

Os Sirianos são membros de uma grande federação galáctica e algum tempo antes a nossa assim chamada “história registrada”, A Terra costumava também ser parte da Federação. Existem histórias diferentes que diferem de fonte para fonte a respeito do que aconteceu e fez com que os humanos, ou partissem ou fossem deixados para fora da Federação, após uma espécie de desastre de manipulação genética. Mas agora, a Terra está entrando numa grande mudança e parece que todos querem estar aqui para ver o que acontece, alguns como participantes, como os Sirianos, e alguns como observadores. Após a Ascensão, a Terra novamente será um membro ativo da Federação Galáctica.

hankarralynda.blogspot.com/2009/relacoescomsirius.html

SERES CRISTALINOS

Os Seres Cristalinos compreende o que é o sonho, como o sonho é criado, assim a vida é interpretada eles são a reencarnação da estrutura Maia

Eles sempre estiveram presentes neste mundo e em outros mundos, em estruturas muito diferentes, em capacidades muito diferentes, com ou sem corpos fisicos, com ou sem cosmologias, com ou sem linhagens.

Eles não vieram reinventar a Terra..
Os seres Cristalinos vem participar do mundo porque a sua escolha é fazê-lo. Eles interagirão com o mundo tal como escolheram fazê-lo. O que eles trazem será por própria escolha, e em sua maior parte, a humanidade se beneficiará com eles. É importante saber que eles não estão aqui para salvar a humanidade ou a uma raça em particular.

Os seres Cristalinos se apresentam, em essência, para assumir este lugar. Sua consciência expandida é tão grande que eles podem assumir o lugar de três, quatro ou uma dúzia de seres. A aura deles é muito maior do que a sua ou até dos Índigos ou de qualquer outro ser que existiu. Algumas das auras dos seres Cristalinos podem se estender a tal distância que incluiriam 1.500 a 3.000 metros. Eles podem se conectar uns com os outros, assim como as linhas ley se conectam dentro da Terra.

Os seres cristalinos se conecta uns aos outros da mesma maneira, como uma essência em forma de rede. Alguns dos seres Cristalinos chegam por meio do nascimento, mas outros não eles simplesmente se manifestam.
A vibração Cristalina não pertence à terceira dimensão, precisa somente da vibração ampliada da Terra, estendida e multiplicada de uma forma geométrica a fim de criar um estado de ser, um corpo, uma imagem, uma forma fisicamente densa ou holográfica. A natureza Cristalina pode produzir mudança de vibração, de freqüência para todos os envolvidos.

Se um ser Cristalino entrar nesta sala agora, todas as suas vibrações seriam elevadas instantaneamente porque a qualidade não invasiva do ser Cristalino o permite, invoca e convida, onde ele toca, ele elevará os espíritos, a alma, ele os farão recordar qual é a sua verdade. São os seres Cristalinos que podem auxiliar os Índigos com os seus encargos. São os Seres Cristalinos que se ajudaram a si mesmos,que esqueceram de si mesmos, do seu propósito. Eles estão no passado, no presente ou no futuro.

Aqueles que estão em corpos mais densos têm DNA., corpos holográficos não têm DNA, mas uma semelhança do DNA sem os meios físicos de manifestação.

A linhagem Cristalina é a mais antiga, no Planeta Terra e assim ocorre com os seres – eles são os mais antigos de todos. Eles não medem o passado, o presente e o futuro. Eles se medem no todo, de alguma forma.

A INVASÃO DA NOVA LUZ
BABY BOOMERS

São as crianças pós-guerra nascidas entre 1945/1965
em uma onda muito grande de nascimentos

A geração baby-boom foi a primeira abertura na densidade do que foi a sociedade naquele momento, a invasão da nova luz, de uma nova vibração.

É mais o que você denominaria de energia subatômica.
As partículas subatômicas dentro daqueles que nasceram durante este tempo foram partidas, tal como se partiu fisicamente o átomo - o átomo subatômico se unia. Fisicamente, na terceira dimensão, o átomo se parte. Dimensionalmente podemos dizer que a unidade subatômica se une, e se tem unido ao nível da alma, produzindo uma elevação da consciência ou da possibilidade de uma maior consciência.

Perspectiva linear.
É como se nos colocássemos com outros etempos anteriores, mas existe uma perspectiva mais multidimensional que está surgindo através de nós. É como se a semente ou o potencial que existe agora, tenha estado presente através de todos os tempos dentro da terra e dentro do cosmos. Talvez nós sejamos capazes de cultivar esta semente com mais atenção em determinados momentos.
Todos os seres pertencem ao ser Uno, ao pensamento Uno ou à experiência Una, à medida que o Uno se converte nos muitos, os muitos se comparam com o Uno, porque os muitos desejam ser, uma vez mais, o uno.

É o estica e puxa o esforço do um para os muitos e dos muitos para o um, que determina quão expandidos vocês estão na consciência ou na evolução, nesta vida ou nas outras. É mais como se a onda cósmica, ou a banda, se movesse para dentro e para fora, para dentro e para fora, como a inalação cósmica e a exalação da Fonte, Tudo O Que É.

As gerações que compreendem isto compreendem os seus antepassados hereditários ou infantis. Seus filhos são os seus antepassados, deste reino do pensamento. Saber se vocês são mais ou menos evoluídos do que os seus antepassados é ver se os seus filhos são mais ou menos evoluídos do que vocês.

Em essência, sim – o filho é o pai.
Para aqueles que são pais, vocês não são os pais de seu filho. Seu filho é o seu pai. Seus netos são os seus pais. Seus bisnetos são o seu futuro e o seu passado, porque a natureza espiritual do estado de ser lhes permite ser uno com a Fonte e mais além da Fonte. Como se converte o uno em mais além da fonte? Sendo os muitos. Os muitos avançam mais além da Fonte somente para regressar a ela. Por conseguinte, seus pais são os seus filhos e os seus filhos são os seus pais. E a vibração que vocês têm faz deste espectro total de possibilidades, a sua própria.

Qual é a linha temporal atual da Terra, ou em outras palavras, por meio de que linhagem energética de pai/filho/avó se despertará para a percepção da unidade, de modo que os muitos compreendam que são unos juntos, movidos pela consciência?

É um conceito que não será enfrentado por muitos, ou será pensado como um conceito experimental que não pode ser provado ainda durante muito tempo. É grandioso que você o vá explorar, e talvez também o faça surgir.

Embora os Índigos sustentem o encargo do mundo como é agora, foi dito que os seres Cristalinos não o farão. Eles não criarão uma carga, e eles não sustentarão uma carga. Eles serão neutros. E porque eles são neutros, eles serão também de algum modo transparentes em sua natureza. E porque eles são transparentes, eles serão de densidade informal, mas não formal

Como eles afetarão o futuro?
Se eles são neutros, irão dizer:
"Não vou lutar por aquilo que creio, nem vou deixar de lutar, mas lhes permitirei que o façam 
  se gostarem".

Podem ver como isto começará a fazer uma diferença no mundo, nas batalhas que prevalecem, nas guerras que estão sendo programadas

Os seres Cristalinos dirão:
"Eu não irei levantar um braço ou uma arma, nem irei levantar uma espada, nem irei pronunciar palavras que possam magoar o outro. Mas se vocês quiserem fazê-lo, estarei parado ao seu lado e irei presenciá-lo". Isto começará a transformar o mundo a sua volta.