segunda-feira, 18 de fevereiro de 2013

A GRANDE GRADE MUNDIAL LOCAIS SAGRADOS

Existe uma razão para que esses, assim chamados, portais espaciais interdimensionais supostamente apareçam em certos pontos em nosso planeta? Poderia haver, como alguns sugerem, um padrão para os locais? E quais evidências existem que mostram que nossos antepassados sabiam o código? Segundo os teóricos dos antigos astronautas, os locais misteriosos de energia ao redor do mundo não são aleatoriamente localizados. Eles estão conectados com o que é chamado de GRADE MUNDIAL, um padrão geométrico de energia que atravessa o globo.

David Childress: "O nosso planeta é coberto com essa rede muito sutil de energias invisíveis que estão ao nosso redor. Mas em certos lugares no planeta, essas energias se juntam, e criam na área um poderoso vórtice poderoso. Essa energia é mais forte e mais útil, num certo sentido, do que em outra parte da Terra."

Mihcael Bara: "A teoria da grade global é um conceito de que todos esses locais sagrados, em todo o mundo, são realmente conectados em algum tipo de grade matemática geométrica, que veio num momento em que realmente se entendia a harmonia entre a natureza, a geometria, a ciência e matemática."

David Childress: "É bem conhecido que aborígines asutralianos seguem essas trilhas de sonho, eles vão em sua caminhada através do deserto. Eles podem ver essas linhas no chão, eles dizem. Os chineses também acreditam que eles podem ver e controlar essas "linhas do dragão". E de fato, a popular prática chinesa de feng shui, usa essas linhas de energia que estão indo e vindo por toda a terra."

A única relação entre formas geométricas e locais determinados na Terra, estende-se para trás na história, para a escola pitagórica do pensamento na Grécia antiga.

David Childress: "Um dos famosos filósofos pitagóricos da Grécia Antiga, Platão, fala sobre a Terra como um dodecaedro geométrico. Isso é como uma bola costurada em várias formas geométricas. E a escola pitagórica basicamente diz que a geometria, e as diversas formas de geometria, é o que faz toda a matéria, incluindo a Terra"

Outro estranho mistério ronda a aparente concentração de OVNIs ao longo da grae do mundo. Após sua morte em 1992, o pesquisador francês de UFO Aimee MIchael mapeou todos os alegados relatos extraterrestres, desde o incidente em Roswell em 1947.

Philip Coppens: "Quando ele os mapeou, ele descobriu que eles eram específicos, nomeadamente nas linhas. E ele começou a mapear essas linhas, e ele achou que essas linhas não foram apenas acaso, mas foram efetivamente ligados a graus de latitudes, e que há realmente algo científico por trás de onde os OVNIS foram avistados."

Os teóricos do Antigo Astronauta acreditam que a concentração dos níveis de energia e locais de avistamento de UFOS não é uma coincidência. Eles afirmam que seres de outro mundo visitaram nossos antepassados e contaram a eles sobre a força especial desses locais. Então eles dizem que esse povo antigo lhes mostrou como construir essas estruturas incríveis, ampliando os poderes naturais. É uma teoria conhecida como geomancia.

David Childress: "Então, de fato, por contrução de pirâmides, e de pedras verticais, obeliscos e coisas assim, podemos trabalhar com este campo de energia natural em toda a Terra e, de maneira similar à acupuntura em um corpo humano, podemos fazer isso com a Terra também. E, colocando algumas estruturas, ou uma agulha em um determinado lugar na Terra, podemos acentuar essas energias"

Erich Von Daniken: "Na Europa, linhas, as vezes com cem mil quilometros de comprimento, existem desde a antiguidade. Na Europa, eles são chamados de linhas Ley. Todos os locais mais antigos são ligados entre si."

Giorgio A Tsoukalos: "Essas linhas ley estendem-se caminho pela Inglaterra, pela França, descendo através da Itália, em apenas uma linha reta, e o aspecto fascinante é que muitas dessas cidades que estão nessa linha, a raiz do nome da cidade e representada em 20, 30 nomes de cidade."

Erich Von Daniken: "Cada ponto nessa linha, è um ponto arqueológico. E cada ponto tem o mesmo núcleo da palavra. A palavra é sempre "estrela". É absolutamente fascinante, e não é coincidência. Nossos povos da antiguidade, não por coincidencia, colocaram os seus lugares sagrados em linha. Alguém os ordenou, e alguém lhes disse: usem a palavra estrela, em sua vila. Para a eternidade não mudar."

Assim, a pergunta é: são esses caras extraterrestres? Ou é possível que nós, na verdade, somos extraterrestres, que não viemos daqui? E é simplesmente uma velha versão da humanidade cuidar da nova versão, para quem vão deixar o planeta?

A idéia era que as gerações no futuro longinquo, devem pensar sobre esses artefatos, e ao longo dessas indicações. E eles devem começar a se perguntar: Essa é a situação que temos atualmente?

O principal que esses lugares misteriosos podem falar sobre o nosso passado é que é muito mais complexa do que nos ensinam na escola.

Até os cientistas futuros resolverem as estranhas questóes que envolvem certos pontos da Terra, vamos ficar com mais perguntas e menos respostas. Esses locais poderiam ser realmente portais ou entradas para buracos de minhoca? Será que seres extraterrestres vem para a Terra, usando campos espaciais eletromagnéticos nesses lugares misterioros? E foram estes segredos conhecidos por civilizações antigas agora perdidos para a história?

Fonte: Documentário "Ancient Aliens - Misterious Places" Compilação texto e imagens, Renato, gestor de conteúdo do Arquivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário