sábado, 11 de junho de 2011

DNA CONSTRUIDO SOBRE O PRINCÍPIO DOS NÚMEROS 2, 4, 7

O DNA possui o uma construção harmônica e necessita estar em completa sintonia com todos os princípios físicos que o circunda. O DNA é construído sobre o princípio dos números 2, 4 e 7.

O princípio do número 2
Ocorre devido à existência do par de cromossomos ou da dupla hélice. Representa a sintonia da polaridade, do Yin e Yang ou do masculino e feminino. A dupla hélice simboliza esta força do complemento da energia da paridade, da energia da dualidade.

O princípio do número 4
Está associado às 4 bases nitrogenadas: Adenina, Timina, Citosina e Guanina. Ou seja, representa os 4 elementos da natureza, a materialização do fogo, da terra, da água e do ar.

O princípio do número 7
Está associado às bases nitrogenadas, mais especificamente ligado ao Nitrogênio. O nitrogênio possui o princípio do 7 três vezes, pois são 7 prótons, 7 elétrons e 7 nêutrons.

Assim, o DNA está construído segundo a energia do 4 * 7 pois o 2 está dobrado no 4. Desta forma o DNA possui a energia do 28 ou melhor dizendo do ciclo da lua de 28 dias o que significa que as fases lunares interferem na freqüência do DNA. Pois ambos possuem a freqüência do 28.

Além deste binômio 4*7, o DNA é constituído por 23 pares de cromossomos, ou melhor dizendo, 22 pares mais 1 par responsável pela polaridade sexual masculino, feminino. Isto é muito forte, pois 22 pares estão justamente associados às 22 letras do alfabeto hebraico.

Contudo, o Nome de Deus em hebraico possui a energia do 26. Isto também se observa pelo Calendário Maia onde a construção da Matriz Primária está construída sobre o 260 kins ou 26 potencializado 10 vezes. Isto indica que o DNA humano para ser perfeito segundo a construção divina deveria possuir 26 pares de cromossomos e não 23 como é o caso. Assim, aparentemente estamos sem 3 pares de cromossomos que de uma forma ou de outra os perdemos. Se tivéssemos os 26 pares de cromossomos o que daria 52 cromossomos, ou seja, 4* 13 (quatro elementos vezes a força da ação do 13), teríamos provavelmente todos os potenciais do Homem Adâmico Original, ou melhor do Projeto Adâmico Original.

É interessante observar que os números 26 e 28 também se repetem no Calendário Maia. Isto posto, temos que, para reativar todo o nosso potencial divino, reconstruir os pares de cromossomos que perdemos.

Além disto a dupla hélice que está fisicamente construída, apresenta uma estrutura parcial, pois se são 4 os elementos da natureza mais um quinto elemento etérico ou quintescenciado, deveríamos possuir 4 hélices em cada DNA e não 2.

Desta forma com 4 hélices físicas mais uma quintescenciada teríamos a energia do 5 que vezes as quatro bases nitrogenadas daria a energia do 20 que também está presente no Calendário Maia. Desta forma, com 4 hélices e um pilar de luz central quintescenciado mais 7 corpos energéticos representados pelos 7 chácras do DNA. [O DNA possui os 7 chácras pois possui a energia do 7 nas bases nitrogenadas e como está em ressonância com todo o corpo humano os 7 chácras humanos devem ser coexistentes aos 7 chácras do DNA formando ressonância com o mesmo].

4 hélices físicas + 1 etérica formando um pilar de luz central + 7 corpos energéticos potencializados pela energia dos chácras formam 12 fitas de DNA como é afirmado a muitos anos por diversas linhas místicas, espirituais e esotéricas. Se trabalharmos a energia do oitavo chácra do DNA formando a energia do infinito, temos 13 fitas, sendo 4 físicas, 1 etérica e 8 potencializadas por cada chácra do DNA.

Além disto, o DNA possui um princípio magnético: O Princípio Magnético do DNA. O DNA não é uma espiral a toa. Existe uma razão magnética para o DNA ser espiralado. O DNA formando uma espiral permite a ação da força magnética do mesmo gerando um princípio eletro-magnético que se torna a fonte da manipulação energética da célula do núcleo em relação às organelas externas.

Com os 5 elementos pode-se materializar as 2 hélices que estão faltando formando assim uma hélice quadrupla que está alinhada com o corpo dos pés a cabeça. A quinta-hélice não é uma hélice, mas um pilar de luz, que desce do Céu, ou do Grande Sol Central até o Coração da Mãe Terra. E os 7 chácras do corpo potencializam o total de fitas em 12.

O oitavo chácra [que constrói a energia do infinito] e os 3 pares de cromossomos que estão ausentes potencializando o Nome de Deus em nosso DNA com a energia do 26. Não é coincidência que o 26 também reconstrói a energia do 8 e portanto da força infinita.

http://www.usinadeletras.com.br/

Um comentário:

  1. Olá Neusa, muito interessante essa postagem.

    Trabalho com bioquímica e estive lendo alguns textos sobre os princípios da magia elemental, e me veio à cabeça algo parecido. Eu ainda não encontrei um texto que ajude a esclarecer qual base do DNA corresponde a qual elemento. Acredito que os elementos (água/terra) e (ar/fogo) sejam representados pelas purinas e pirimidinas (não necessariamente nessa ordem)e que as ligações a-t e c-g sejam ligações água-fogo e ar-terra (também não necessariamente nessa ordem). Você conhece algo a respeito?

    Abraço e boa semana.

    ResponderExcluir